segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Astros e estrelas que denunciaram racismo em Hollywood

Hoje é feriado em várias cidades do Brasil em homenagem ao dia 20 de novembro de 1695, quando morreu Zumbi dos Palmares, a principal liderança do Quilombo dos Palmares.

Em um dia que lembra a resistência contra a opressão da escravidão e dos racismo, listamos algumas celebridades que entraram nessa luta em Hollywood:
O ator Danny Glover (Foto: Getty Images)
Em 2008 o ator Danny Glover revelou sua difiuldade para conseguir apoio de produtores que bancassem as filmagens de um longa sobre o general haitiano Toussaint L’Ouverture, herói da luta do Haiti contra a escravidão no século XVIII. “Eles diziam que é um projeto interessante e grandioso, mas me perguntavam onde estava o herói branco. Eles diziam que o filme não iria funcionar no mercado”, conta o ator. O projeto está em pré-produção e não tem data de estreia.
O ator Samuel L. Jackson (Foto: Getty Images)
O ator Samuel L. Jackson deu uma entrevista na qual comentou que Hollwywood ainda tem dificuldade em tratar do racismo nos dias de hoje. Ele citou os filmes ‘12 anos de Escravidão’ (2013) e ‘Fruitvale Station: A Última Parada’ (2013): “A América está muito mais disposta a falar do passado. ‘Fruitvale Station’ aborda o racismo de forma muito mais direta e corajosa que ‘12 Anos de Escravidão’”.
O ator Harry J. Lennix (Foto: Getty Images)
O ator Henry J. Lennix fez críticas pesadas ao filme ‘O Mordomo da Casa Branca’ (2013), do diretor Lee Daniels. “Ele me enviou o roteiro do filme. Li cinco páginas e não consegui seguir adiante. É uma interpretação errada da história em relação ao protagonista. Ele passa uma ideia errada em relação ao homem negro e seu papel na história da Casa Branca. É uma pornografia histórica. Recusei”, afirmou.
O apresentador Steve Harvey (Foto: Getty Images)
Em entrevista ao The Hollywood Reporter, o apresentador de televisão Steve Harvey também fez duras críticas à indústria do entretenimento: “Hollywood ainda é muito racista. É mais racista do que os Estados Unidos são. Eles colocam coisas na televisão acreditando que as massas vão gostar. As massas mudaram. A eleição do presidente Obama deveria ter provado isso e a televisão deveria ser completamente diferente do que é. A Kerry Washington não deveria ser a primeira mulher negra a protagonizar uma séria dramática em 40 anos e ela é! Em 40 anos! Isso é maluco”.
A atriz Lonette McKee (Foto: Reprodução)
Roteirista e tendo trabalhado como atriz em vários filmes do diretor Spike Lee, a artista Lonette McKee falou da dificuldade de Lee em financiar suas produções: “Acho que tem tudo a ver com marketing e promoção. Ele é um dos maiores defensores pelos direitos da população negra. Ele nunca abaixou a cabeça e diz tudo o que vem a mente, muita gente não gosta disso. Imagino que ele não seja um negócio vantajoso para esses produtores brancos e poderosos. Ele tem sido um defensor da população negra e as pessoas brancas com dinheiro não gostam disso”.
O cineasta George Lucas (Foto: Getty Images)
Criador da série ‘Star Wars’, o diretor George Lucas disse que os grandes estúdios de Hollywood se recusaram a bancar sua produção ‘Red Tails’ (2012) por ser um filme com um elenco principal composto apenas por atores negros. Ele bancou a produção com seu próprio dinheiro: “Eles não sabiam como vender o filme. Eles disseram que não faria dinheiro por não ter atores brancos. É um dos primeiro filmes já feito com um elenco só de atores negros”.
A atriz Regina King (Foto: Getty Images)
Famosa por trabalhos como o filme ‘Ray’ (2004) e séries como ‘The Big Bang Theory’, ‘The Leftovers’ e ‘The Strain’, a atriz Regina King fez duras críticas aos responsáveis pelo prêmio Emmy por deixar poucos atores negros em sua seleção final ao troféu: “É impossível para mim ignorar as estatísticas com o pequeno número de atores negros mencionados ou premiados na história do Emmy. Até 2008, em mais de 1000 nomeações possíveis para as categorias principais, apenas 53 não eram brancos. Trabalhei ao longo de toda a minha vida com televisão e esses números me deixam muito impressionada”.
O ator Terrence Howard (Foto: Getty Images)
O ator Terrence Howard foi um dos protagonistas de ‘Red Tails’ (2012) produzido por George Lucas. O artistas comentou as dificuldades da produção: “O problema do filme é que o elenco principal é composto apenas por negros e o vilão é um branco. Hollywood sempre colocou filmes protagonizados por negros como um produto menor. O George Lucas colocou sua carreira em risco para filmar essa obra. Quando eles não quiseram distribuir, ele bancou 30 milhões de dólares. É importante que o filme seja um sucesso. O fracasso de George Lucas fará com que a indústria continue a ver atores negros como pouco rentáveis”.
A produtora Shonda Rhimes (Foto: Getty Images)
Uma das produtoras mais proderosas e bem-sucedidas de Hollywood, Shonda Rhimes também já fez suas críticas: “Não há poucas mulheres e outras minorias protagonizando grandes produções por falta de talento, mas por falta de acesso. Tem sido um clube de garotos por mais de 70 anos, são meninos contratando outros meninos. As pessoas contratam seus amigos, quem conhece, é confortável”. E não foi a única vez que ela questionou a indústria: “É assustador que a falta de diversidade ainda seja uma questão, que não haja número suficiente de pessoas negras na televisão. Estamos em 2013. Alguém precisa resolver isso. E vale dizer: vale a pena. Veja a minha audiência”.
A atriz Janet Hubert em cena da série 'Um Maluco no Pedaço' (Foto: Reprodução)
Intérprete da tia do personagem do ator Will Smith na série ‘Um Maluco no Pedaço’, a atriz Janet Hubert também não deixou barato para Hollywood. “Eu sinto nojo pela forma como os negros são representados na televisão. Acho que o público também sente esse mesmo nojo. Acho que precisamos de um representação fiel de quem somos. Não vejo ninguém que me represente na televisão hoje e isso é desanimador”.

Fonte: 1

0 comentários:

Postar um comentário


Created By Sora Templates